A importância de um adequado uso dos meios de comunicação


Oligarquia
Oligarquia

Allende La Paz, NotiColombia Press

Sempre se rotulou as Farc como sendo “atrasadas” em termos de informação adequada para os colombianos, o povo colombiano e a comunidade internacional. Diziam os meios de comunicação da oligárquica, com um tom de desdém, que as Farc não poderiam manter uma comunicação diária com o conjunto da sociedade colombiana, porque “que iam saber esses ‘camponeses’, de comunicação, rádio, revistas, jornais, etc”.

Mas na medida em que as FARC foram avançando na acumulação de avanços científicos e técnicos, a linguagem oligárquica precisou ocultar a realidade. Lógico que a oligarquia, hoje tornanda narco-para-oligarquia, não sabe ou não que que as FARC mantenham contato diário com as suas massas, com os camponeses, com os operários, com os índios, com os estudantes. Como fazer? Vai você saber, mas eles têm, e nesse contato diário baseiado no vínculo indissolúvel ligação das Farc com o povo colombiano, sua força e invencibilidade.

Estão utilizando os recursos oferecidos pela ciência. Durante muitos anos têm as suas revistas, nacional e internacional, e cada Bloco tem seu próprio jornal semanal, quizenal, mensalmente, dependendo das condições. Há mais de 20 anos as Farc estão lutando com uma rádio que como seu nome sugere, Rádio Resistência, está fazendo o que é preciso na batalha terrestre com a oligarquia, como diz o seu diretor, a guerrilho Santrich Jesus.

A surpresa dos meio de comunicação da oligárquica colombiana é quando descobrem que as FARC estão produzindo documentos fartamente, que passo a passo mostram a qualidade do pensamento e da ideologia farianas. Não é que antes não tivesse existido, é que agora se dam seus estratagemas para que cheguem a diversos meios alternativos com a prontidão que permite-lhes a a irregularidade e com a oportunidade que o momento que merece.

Lógico que neste esforço tem sido acompanhada a insurgência por setores civis que acreditam que não se podem fechar as janelas para avançar um diálogo com a sociedade. ANNCOL pioneira e marco de referência no que podem fornecer alguns jornalistas alternativos à paz na Colômbia. Batalhando praticamente sozinha tem resistido à devastação promovida pelo regime narco-paramilitares na Colômbia. O nascimento da Agência Bolivariana de Imprensa (Agencia Bolivariana de Prensa) chegou a ser um alívio e as pressões e sinais do regime narco-paramilitares teve de dividir-se e ver o que produz as Farc como uma organização guerrilheira político-militar é amplamente consumida pelos povos e é propriedade dos povos do mundo.

Desde ANNCOL antes e depois NotiColombia Press, agora, estamos comprometidos em continuar aproveitando o ciberespaço para que a verdade saia triunfante e se consiga a paz para algum dia alcançar a felicidade do povo e defesa do direito à vida e de todos os seus direitos humanos, incluindo direitos trabalhistas. Igual papel joga a pioneira na Internet da Rádio Alternativa, Radio Cafe Stereo.

O compromisso como jornalistas alternativos nos leva a estudar uma arte que não é nossa arte profissional, mas estamos dispostos a pagar o preço de sacrificar horas de nosso descanso após extenuantes jornada diária de trabalho. Todos buscamos fornecer informações de qualidade, verdadeiras, não neutros (estamos comprometidos com o povo da Colômbia), e ir todos os dias aumentando a sua qualidade.

No decurso da luta do povo colombiano são maneiras diferentes, inovadores, utilizando os recursos que nos dá a ciência e ciberespaço. Estamos aprendendo a lidar com os blogs como uma outra forma que é complementar à Rádio e páginas da Web para o futuro trabalho em uma TV através ciberespaço. Teremos de explorar os conjuntos de comunicação social como Google, Yahoo, Facebook, que foi promovido este último muito pesadamente na Colômbia na luta midiática entre o regime mídia narco-paramilitares e os guerrilheiros das FARC-EP.

Não resta advertir que os esforços de mídia alternativa civil se realizam pelos esforços dos bolsos de cada um que tira um pouco de dinheiro da comida, entretenimento, um filme, de brincar, ou talvez uma jaqueta ou uma calça, para investir na luta do povo colombiano. Se funcionamos como funcionamos e ocasionamos um permanente dor de cabeça para narco-para-oligarquia colombiana, imagina se tivéssemos financiamento, como por exemplo uma Agência de Imprensa como a Telesur, ou outra?

Seguimos em sintonia…

Tradução: Dario da Silva.

Fonte original: http://allendelapaz.blogspot.com/2009/05/la-importancia-de-un-adecuado-uso-de.html

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s