58% dos russos preferem o Modelo baseado na Planificação e a Distribuição Pública


La fórmula de la Victoria, Mauricio Funes y Salvador Sánchez
Escudo da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

Constata o sociólogo Alexei Levinson do Centro Levada que 58% dos russos preferem o Modelo baseado na Planificação e a Distribuição Pública

Os russos querem voltar à Economia Planificada. 28% querem Economia de Mercado, portanto mais da metade cre que o país segue um rumo equivocado

Moscou, 12 mar. 2009, Tribuna Popular TP/Vedomosti – Ria Novosti.- O percentual dos russos que preferem um sistema baseado na planificação e distribuição pública alcançou o máximo dos últimos 12 anos, 58%, constata o sociólogo Alexei Levinson, dos Centro Levada, num artigo publicado hoje no diário Vedomosti.

Apenas 28% dos entrevistados defendem um sistema que se sustenta na propriedade privada e nas relações de mercado.

O incremento dos ânimos anti-burgueses poderia atribuir-se à atual crise que tem desprestigiado o sistema capitalista, mas em dezembro de 1998, quatro meses depois de que a Rússia proclamou o default, os defensores do capitalismo representavam o dobro em comparação com a atualidade e seu número seguiu crescendo nos dois anos posteriores.

Apenas começou a diminuir com a chegada de Vladimir Putin ao poder

Ao término de seu segundo mandato presidencial, em 2008, menos de uma terceira parte dos russos continuavam advogando por uma economia de mercado, portanto os partidários da planificação estatal já constituiam maioria absoluta.

Algo similar sucedeu no tocante às preferências políticas.

Ao finalizar o governo de Yeltsin, 43% dos russos defendiam as vantagens do sistema soviético frente a 32% que se declaravam partidários da democracia burguesa.

Oito anos mais tarde, ambos os grupos diminuiram para 24% e 15%, respectivamente, portanto os defensores do “atual modelo” passaram de 6% para 36%. Hoje em dia, representam 25%.

44% dos russos crêem que “havia sido melhor deixar tudo como estava antes da perestroika” gorbachoviana.

38% – porcentagem equiparável a 1996 – voltam a cifrar as esperanças nos Soviets. Os partidarios da democracia burguesa são a metade em comparação com eles.

Tradução: Dario da Silva.

FONTE: Tribuna Popular – Partido Comunista de Venezuela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s