O Petróleo tem que ser nosso! PCB: PRESENTE!


Petróleo: - do povo ou da burguesia?

No dia 25 de abril realizou-se em Curitiba um seminário sobre a questão do petróleo brasileiro e da Petrobrás. Participaram do evento diversas entidades: PCB, MST, Consulta Popular, CUT, FUP, APP-Sindicato, Sindicato dos Petroleiros do PR e SC, e outras. O Secretário Geral do PCB, Ivan Pinheiro, disse que a campanha deve ser pela reestatização da Petrobrás (atualmente mais de 60% da empresa não pertence mais ao Estado brasileiro), que a empresa seja 100% estatal. Além disso, para o PCB, todos os lucros advindos da exploração do petróleo devem ser aplicados no Brasil para resolver problemas sociais, como educação, saúde, habitação e saneamento básico. Assim, a campanha se firmará como uma luta de todo povo brasileiro.

O PCB exige o fim da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que tendo Haroldo Lima como seu diretor-geral, que também é membro do comitê central do PCdoB, vêm entregando as riquezas petrolíferas do País para o imperialismo. Segundo o aparelho de informação da burguesia, a Revista Época (edição de 13/04/09), Lima está envolvido em grandes esquemas de corrupção. A Petrobrás é grande alvo de cobiça do imperialismo, por um lado porque a empresa detém a tecnologia para a extração de petróleo em grandes profundidades marítimas, por outro lado, porque o Brasil ainda não atingiu o pico petrolífero e detém uma das maiores reservas do planeta. E Haroldo Lima, do PCdoB, vergonhosamente está ajudando decisivamente a rapinagem imperialista saquear nossa nação.

Ivan Pinheiro disse que o papel das empresas estatais, entre elas a Petrobrás (hoje uma das 10 maiores empresas do mundo), tem sido subestimado por vários setores da esquerda. Empresas estatais vigorosas poderão ter um papel importante na transição para o socialismo, fornecendo a base material necessária para a construção de uma nova sociedade. Nosso Secretário Geral disse que a luta pela soberania sobre as riquezas naturais deve se continentalizar, deve ser pauta de todo o proletariado latino-americano. Do ponto de vista estratégico, isso dificultaria uma possível intervenção militar do imperialismo, pois inviabilizaria a concentração de seus exércitos que teriam de se fragmentar em ações em toda América Latina. Por isso, a continentalização desta luta será um fator decisivo para derrotar o imperialismo.

Saiba mais: leia o jornal Imprensa Popular, matéria da página 05. Clique aqui para acessar.

FONTE: http://www.ujccuritiba.info/2009/05/o-petroleo-tem-que-ser-nosso-pcb.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s