Militares golpistas seqüestraram Chanceler de Honduras e embaixadores de Cuba, Nicarágua e Venezuela


Chanceler hondurenha, Patricia Rodas. (Foto: teleSUR)

O seqüestro se foi feito minutos depois que o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, confirmara à TeleSUR que se encontrava na Costa Rica logo que fora trasportado a este país pelo gospistas.

TeleSUR 28/06/09

A chanceler de Honduras, Patricia Rodas, foi seqüestrada neste domingo pelos militares que aplicaram um golpe de Estado em Honduras, na ação golpista também foram capturados os embaixadores de Cuba, Venezuela e Nicarágua os quais foram libertados logo após o golpe, exceto Rodas que foi levada à força para a sede da base aérea de Tegucigalpa.

O embaixador da Venezuela em Honduras Armando Laguna confirmou por telefone à TeleSUR que foram seqüestrados pelas Forças Armadas, os soldados, segundo relatou, estavam encapuzados e armados.

O seqüestro da chanceler junto com Mario Duarte de Cuba e Juan Carlos Fernández da Nicarágua, ocorreu quando estes diplomatas se encontravam na residência da chanceler Patricia Rodas para expressar sua solidariedade ante esta crise.

Detalhou que fazendo uso da força os militares embarcaram Rodas e o colocaram num veículo para presumivelmente levá-la ao sede da base aérea de Tegucigalpa. Os outros foram liberados, após serem agredidos, mesmo tendo se identificado como diplomatas.

“Estão sendo agredidos pelos militares encapuzados, inclusive a chanceler Patricia Rodas”, havia denunciado enteriormente o representante da Venezuela, nas Organização dos Estados Americanos, Roy Chaderton Matos, presente na reunião de urgência onde foi denunciada a situação de seqüestro.

Frente a situação crítica de Honduras, país vítima de um golpe de Estado, o presidente da OEA José Miguel Insulza decidiu abandonar as reuniões e viajar de imediato a Honduras.

Manuel Zelaya que confirmou estar na Costa Rica, declarou com exclusividade à TeleSUR que não está pedindo asilo naquele país. Disse que apesar do golpe de Estado imposto contra ele “meu mandato termina em 2010”.

“Enquanto não termine meu mandato continuo sendo o presidente eleito, em qualquer lugar do mundo (…) não podem manter um Estado de fato”, afirmou.

Militares encapuzados tomaram desde as primeiras horas da manhã desde domingo, a residência do Presidente Manuel Zelaya, que foi seqüestrado e levado com o uso da força para a Costa Rica.

Milhares hondurenhos são mobilizados no país como um sinal de rejeição ao golpe e exigir a restauração da legalidade e o regresso do presidente constitucional Manuel Zelaya constitucional.

Os hondurenhos que apóiam o Presidente Zelaya deixam claro que eles não vão aceitar qualquer presidente outro presidente, diante da auto-proclamação do presidente do Congresso Roberto Micheletti.

Telesur / YR

Fonte original: http://www.telesurtv.net/solotexto/nota/index.php?ckl=53019-NN

Tradução: Dario da Silva

FONTE: https://dariodasilva.wordpress.com/2009/06/28/militares-golpistas-sequestraram-chanceler-de-honduras-e-embaixadores-de-cuba-nicaragua-e-venezuela/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s