DECLARAÇÃO DE CARACAS


bolivar.jpgAos 185 anos da transcendente batalha de Ayacucho que pôs fim ao colonialismo espanhol e deu início a nossa primeira independência …

Desde Caracas, local de nascimento do Libertador, a capital da revolução bolivariana liderada pelo comandante Chávez, declaramos aos povos do mundo:

Somos Movimento Continental Bolivariano, depois de transitar através da trajetória de sucesso da Coordenadora Continental Bolivariana (CCB).

Somos Movimento Continental Bolivariano (MCB), para assumir com inteligência e paixão revolucionária a causa heróica da Pátria Grande e do socialismo emancipador.

Somos "pensamento e ação fundidos em armas contra as injustiças". Unidade de uma grande variedade e combinação de diferentes identidades políticas, sociais, culturais e revolucionárias.

Somos a combinação de várias formas e métodos de luta.

Nesta hora crucial para os nossos povos, assumimos com determinação as respostas que, desde as mais variadas resistências e ofensivas em curso sofrem o traiçoeiro e desesperado contra-ataque da militarizada superpotência em evidente declínio como império do "Norte revolto e brutal".

A revolução bolivariana, ponto de partida junto à insurgência zapatista no México, desta nova e promissora época, e a heróica revolução cubana, principal conquista dos povos das Américas no século XX, serão defendidas com o coração e a alma por nosso movimento. Com indignação carregada de sangue se for necessário!

Os avanços políticos e sociais de diferentes projetos no Equador, Bolívia, Nicarágua, El Salvador, Uruguai, Brasil … e, especialmente, a ALBA e tudo o que aponte na direção da autodeterminação, para as profundas reformas e para transformações revolucionárias, assim como as perspectivas de aprofundamento e ampliação destes processos, terão no MCB um bastião de solidariedade e impulso desde a resistência e ofensivas de nossos povos.

Ajudar a derrotar o regime golpista em Honduras e abrir um canal para a constituinte popular é uma questão de honra.

Abortar todas as tentativas de golpe semelhante no Paraguai ou em qualquer lugar, é um dever incontornável.

Vamos fazer o impossível para ajudar a isolar e derrotar o monstro narco-para-terrorista que representa o regime de Álvaro Uribe, imposto a sangue e fogo neste país irmão, com pretensões de se espalhar para outras nações da região.

Contribuiremos para a troca humanitária de prisioneiros e prisioneiros e para uma solução política para o conflito armado colombiano em busca da desejada paz.

Não há chantagem sobre o planeta que nos levará a renunciar ao merecido apoio à insurgência e todas as forças sociais e políticas democráticas que representam a liberdade e emancipação do povo colombiano. A mesma atitude assumimos frente à insurgência indígena no México e no resto do continente.

Não nos assustam a arrogância, a agressividade e a vocação belicista de um imperialismo decadente e senil, tomado de imperativas razões de sobrevivência e incerta continuidade, apropria-se através da força militar do valioso patrimônio natural dos nossos povos, para tentar reverter sua ofensiva transformadora e desestabilizar e erradicar os governos revolucionários e progressistas da região.

Ninguém pode tirar o que conquistamos. Ninguém poderá apoderar-se impunemente das fontes de água, biodiversidade, minerais, mares, florestas, praias, reservas científicas e valores culturais.

Desde que nossos territórios habitados por nossos povos indígenas, trabalhadores e trabalhadoras, camponeses, jovens, crianças, comunidades rurais e urbanas, as mulheres discriminadas, as igrejas dos pobres, negros, mestiços, etnias discriminadas, artistas e intelectuais, cooperativistas e produtores nacionais, vamos travar as lutas necessárias para preservar e assumir coletivamente essas riquezas, para evitar a sua conversão em fontes de exploração, expansão e lucro das grandes empresas transnacionais e oligárquicas. Igualmente acompanharemos a insubmissão contra todas as formas de exploração, dominação e exclusão de que somos vítimas.

Seremos combatentes pela libertação dos presos políticos colombianos, venezuelanos, hondurenhos, bascos, peruanos e porto-riquenhos que cumprem penas por sua luta de libertação e de solidariedade nas prisões de impérios e governos antidemocráticos na América, Europa, África e Ásia.

Nossas pequenas pátrias amadas, caminho para a construção da Grande Pátria que Bolívar sonhou, terão em conta no MCB um firme defensor contra os desmandos do imperialismo americano e europeu

As bases gringas na Colômbia, Honduras, Porto Rico e em todo o continente irão enfrentar em breve o clamor e a mobilização que as isolarão, reforçando a resposta suficiente para deter os perversos planos de guerra que envolvem a sua presença e expansão na Nossa América e que, se implementadas, podem ser derrotadas por nossos povos.

A unidade antiimperialista será uma das nossas relevantes metas. Confluiremos em todas as iniciativas que a ampliem e fortaleçam.

Não haverá justa causa no mundo que não conte com o nosso concurso militante.

As resistências e lutas dos povos do Iraque, Irã, Afeganistão, Paquistão, Curdistão, Turquia, Euskal Herria, Galiza, República Saharaui, e outros povos da África, terão no MCB um aliado forte e leal.

As demandas e as lutas dos imigrantes do Terceiro Mundo na Europa e nos E.U.A. serão apoiadas com determinação. Não haverá presos ou detidos nas prisões do império e dos Estados repressivos que não ouçam o nosso grito de liberdade.

O colonialismo em Porto Rico, nas Ilhas Malvinas e ao longo das ilhas do Caribe e do mundo nos terão pela frente.

ABAIXO AS COLÔNIAS! VIVA A LIBERDADE DOS POVOS!
SOMOS MCB!
SOMOS A DEMOCRACIA VERDADEIRA, O ANTIIMPERIALISMO E O ANTICAPITALISMO!

SOMOS A TRANSIÇÃO CRIADORA PARA O SOCIALISMO!
EM BOLÍVAR E NOS HERÓS DA AMÉRICA NOS ENCONTRAMOS!
ATÉ A VITÓRIA, SEMPRE!

CARACAS, 9 de dezembro de 2009

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s