Experimentei uma imensa saudade


“No carro, em direção ao hospital com fortes dores no peito, pressenti a vida findando. Olhei, através da janela, e vi operários trabalhando numa construção. Mais à frente, crianças saíam de uma escola pública, em grande algazarra. Experimentei uma imensa saudade. As lágrimas caíram uma a uma sobre as minhas faces, solitariamente. Senti, naquele momento, como é bom viver quando se ama a humanidade.”

(Gregório Bezerra, setembro/1983. Retirado do livro do camarada Sergio Prieb, “O Trabalho a Beira do Abismo“)

Anúncios

2 comentários em “Experimentei uma imensa saudade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s