Os comunistas (Pablo Neruda)


Os que colocam a alma na pedra,

no ferro, na dura disciplina,

ali vivemos só por amor

e já se sabe que nos dessangramos

quando a estrela foi tergiversada

pela lua sombria do eclipse.

Agora vereis que somos e pensamos.

Agora vereis que somos e seremos.

Somos a prata pura da terra,

o verdadeiro mineral do homem,

a fortificação da esperança;

um minuto de sombra não nos cega:

com nenhuma agonia morreremos.

Pablo Neruda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s