Declaração do Partido Comunista (da Turquia), sobre a tentativa de golpe militar: Não há alternativa exceto o povo!


O Partido Comunista conclama o povo a se organizar nas fileiras do partido contra os inimigos do povo e da Humanidade. A libertação está em nossas próprias mãos.

Nós não temos todos os detalhes do que ocorreu durante a tentativa de golpe na Turquia na noite entre os dias 15 e 16 de julho.

Contudo, nós sabemos muito bem que estes planos são apoiados por forças externas, que não retiram seu poder da classe trabalhadora e não podem derrotar a escuridão do AKP(1) e resolver os problemas da Turquia.

Os eventos de hoje nos relembram mais uma vez a seguinte realidade: ou o povo turco se organiza e se livra do AKP, ou as políticas reacionárias do AKP se intensificarão, bem como a repressão crescerá, e os massacres, a pilhagem e o roubo continuarão.

O único poder que pode derrubar o AKP é o poder popular, não há alternativa.

O AKP é o responsável por tudo o que ocorreu esta noite. Todos os fatores e condições que levaram à situação atual são produtos do governo do AKP e os chefes nacionais e estrangeiros que apóiam o AKP.

Contudo, o fato de que o principal responsável seja o AKP não significa que a tentativa de golpe foi orquestrada pelo próprio Erdogan com o fim de atingir seus objetivos, tais como pavimentar o caminho para um executivo presidencial ou retirar os obstáculos enfrentados pela nova constituição.

A tensão e as rivalidades entre os diferentes grupos dentro do Estado e as forças armadas, conhecidas há algum tempo, se converteram em conflito armado. Embora a tensão entre estas forças seja real, é uma mentira que qualquer um dos lados deste conflito represente os interesses populares. Por isso, procurar por uma solução contra o governo do AKP num golpe militar é tão equivocado quanto prestar qualquer apoio ao AKP sob o disfarce de se opor a golpes militares por qualquer motivo. A última coisa que deveria ser feita em nome da defesa da liberdade e dos direitos humanos na Turquia é prestar apoio ao AKP, que já provou várias vezes ser um inimigo da Humanidade.

Embora não tenham orquestrado o golpe de Estado, Erdogan e o AKP se esforçarão para usar as condições decorrentes e o apoio que receberam como instrumentos para aumentar a sua legitimidade. Nosso povo deve estar alerta contra os passos que certamente tomará nos próximos dias o AKP. Aumentando a luta contra o AKP e sua escuridão é o único caminho para impedir a solidificação do poder do AKP como resultado da tentativa de golpe fracassada, e a sua conversão num instrumento para a transformação da instável Turquia do AKP em estabilidade. O fato de que todas as mesquitas na Turquia transmitiram continuamente propaganda de Erdogan, durante toda a noite, é uma indicação concreta da urgência das tarefas em nossas mãos.

O Partido Comunista conclama o povo a se organizar nas fileiras do partido contra os inimigos do povo e da Humanidade.

A libertação está em nossas próprias mãos.

Partido Comunista, Turquia.

16.07.2016
Nota do tradutor:

1 – O Partido da Justiça e Desenvolvimento (em turco: Adalet ve Kalkınma Partisi, AKP) foi fundado em 2001 e é o partido governante desde 2002. É islâmico e conservador nos costumes, sendo neoliberal na economia. Vem promovendo uma política de desconstrução do Estado secular na Turquia e de retirada do poder do primeiro-ministro e centralização no presidente, além de intervir para estabelecer o controle sobre o judiciário e frear os sucessivos escândalos de corrupção. A figura principal deste processo é seu líder, e presidente turco desde 2014, Recep Tayyip Erdogan, e que anteriormente exerceu a função de primeiro-ministro entre 2003 e 2014. Seu programa neoliberal, negociado em 2002 com o FMI, privatizou o patrimônio público do povo turco, promoveu a retirada de direitos trabalhistas e cortes sociais e ampliou a desigualdade social. Em 2013, reprimiu brutalmente às manifestações na Praça Taksim, bem como tem realizado vários ações que levantam sérias acusações de desrespeito à democracia e aos direitos humanos no país.

Tradução do original em inglês de Carlos Serrano Ferreira. Original em: http://www.kp.org.tr/en/basin-aciklamalari/there-no-alternative-people.

Extraído de: http://pcb.org.br/portal2/11607

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s