Bolívia reduz em 80% as tarifas de internet graças à nacionalização das telecomunicações

Bolívia – Diário Liberdade – Desde 2014, a Entel (Empresa Nacional de Telecomunicações da Bolívia) reduziu as tarifas da internet em 80%, a fim de beneficiar a população e democratizar o acesso às telecomunicações no país. Empresa foi nacionalizada em 2008 e, desde então, aumentou em quase 876% a velocidade da internet no país.

Na data simbólica do 1º de maio de 2008, o Governo Boliviano nacionalizou a Entel (Empresa Nacional de Telecomunicações), que estava nas mãos da italiana Euro Telecom, empresa estrangeira que privatizou essa companhia em 1996. O ato fez parte da política de recuperação das empresas controladas por capitalistas estrangeiros. Continuar lendo “Bolívia reduz em 80% as tarifas de internet graças à nacionalização das telecomunicações”

Oito homens possuem a mesma riqueza que os 3,6 bilhões mais pobres do mundo

Apenas oito homens possuem a mesma riqueza que os 3,6 bilhões de pessoas que compõem a metade mais pobre da humanidade, segundo o relatório publicado nesta segunda-feira (16) pela ONG britânica Oxfam, um dia antes do Fórum Econômico Mundial, que começa na terça-feira (17). No ano passado, a Oxfam denunciou que o patrimônio acumulado do 1% mais rico do mundo havia superado em 2015 os 99% restantes com um ano de antecedência em relação ao previsto.

O documento “Uma economia humana para os 99%”, baseado no Credit Suisse Wealth Report 2016 e na lista de milionários da Forbes, divulgou a lista dos 8 mais ricos do mundo e suas fortunas estimadas, em dólares. São eles: Bill Gates (75 bilhões), Amancio Ortega (67 bilhões), da grife espanhola Zara; Warren Buffet (60,8 bilhões), da Berkshire Hathaway, Carlos Slim (50 bilhões), das telecomunicações, e Jeff Bezos (45,2 bilhões), da Amazon. Figuram ainda na lista o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg (44, 6 bilhões), Larry Ellison (43,6 bilhões), da Oracle, e, por fim, Michael Bloomberg (Bloomberg LP), com 40 bilhões. Continuar lendo “Oito homens possuem a mesma riqueza que os 3,6 bilhões mais pobres do mundo”

O desenvolvimento econômico soviético versus o Ocidental, por Noam Chomsky

Noam Chomsky é reconhecidamente um anarquista, crítico tanto do capitalismo (e principalmente do imperialismo dos EUA) como dos modelos socialistas implementados a partir do século XX em diversas partes do mundo. No entanto, o intelectual estadunidense reconhece os grandes benefícios que o socialismo real levou aos povos do Leste Europeu e principalmente da União Soviética.

Em lembrança das conquistas da URSS, que desapareceu em 25 de dezembro de 1991, há exatos 25 anos, reproduzimos a resposta a uma pergunta sobre o suposto fracasso da experiência socialista soviética, em uma palestra realizada nos anos 90 nos EUA. Continuar lendo “O desenvolvimento econômico soviético versus o Ocidental, por Noam Chomsky”